Cartas de Teresa de Saldanha na Primeira República. 1910-1915.

6,00€

Cartas de Teresa de Saldanha na Primeira República. 1910-1915.

6,00€
1

SALDANHA, Teresa de (2006) Cartas de Teresa de Saldanha na Primeira República. 1910-1915. Lisboa: Aleitheia Editores. De 22x13 cm. Com 255 págs. B.

Um olhar diferenciado sobre as perseguições religiosas nos primeiros anos da República. Estas cartas são pedaços do quotidiano que flui consoante os ventos daquilo que acontece.

Teresa de Saldanha (1837-1916) foi uma mulher do seu tempo, que ultrapassou o seu tempo. Filha dos terceiros Condes de Rio Maior, D. Teresa Saldanha cresceu em ambiente familiar católico, liberal e politicamente activo.

Na clandestinidade fundou a primeira Congregação portuguesa depois da extinção das Ordens Religiosas em 1834, as Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, na qual professou a 2 de Outubro de 1887. Perseguida e despojada dos bens pela Revolução Republicana, a «Obra de D. Teresa de Saldanha» sofreu um duro revés com as Irmãs exiladas e dispersas. [ex. novo]

Apenas 1 Unidades disponíveis

Também pode estar interessado em