TOPONÍMIA DE MACAU

27,00€

TOPONÍMIA DE MACAU

27,00€
1

TEIXEIRA, P. MANUEL (1999) TOPONÍMIA DE MACAU. VOL. I (A VOL. II) MACAU: INSTITUTO CULTURAL. 2 VOLS. DE 23X15 CM. COM 667 & 560 PÁGS. B.

Obra valiosa para a História de Macau, que, no entanto, se viu censurada e retirada da Imprensa antes de totalmente impressa.

A obra começou a ser composta na Imprensa Nacional de Macau em 1971. Quando a composição já ia bastante adiantada o Governador pretendeu censurar a mesma, porque está era muito crítica à forma como as autoridades portugueses, cedendo a pressões políticas e de oura ordem iam alterando a toponímia antiga da cidade. Escreve Manuel Teixeira: “Umas vezes por leviandade, outras por ignorância, outras por política e ainda outras por adulação rasteira, alteram-se nomes característicos e consagrados pelos séculos para se anichar um Presidente da Câmara, um governador, um padre liberal, um bispo, um herói que nunca existiu, um artista, um médico, etc. etc. verdadeiras nulidades a desfear as esquinas das ruas”. A obra teria a sua primeira edição somente após a queda da Ditadura.

No que se refere à obra ela é importantíssima quer para a História de Macau quer para a História de Portugal e do seu Império e apresenta-se dividia em duas partes: a primeira trata das «Ruas com nomes genéricos» e a segunda das «Ruas com nomes de pessoas». Como se poderá aquilatar pela extensão da obra, as «entradas» são extensas, alguns nomes de ruas proporcionam verdadeiras monografias, pois os dados nelas contidos perpassam por vários séculos (recuperando os nomes entretanto abandonados). Quando se entra no volume reservado aos «nomes de pessoas» somos brindados com interessantes e valiosas biografias, contendo dados inéditos, muito de interesse para a história social, política, militar, religiosa, bem como para os estudos genealógicos.

Apenas 1 Unidades disponíveis

Também pode estar interessado em