PROCESSO A MORTE DA DUQUESA DONA LEONOR

12,72€

PROCESSO A MORTE DA DUQUESA DONA LEONOR

12,72€
1

PROCESSO SUMÁRIO E DEVASSA FEITO EM VILA VIÇOSA SOBRE A MORTE DA DUQUESA DE BRAGANÇA DONA LEONOR. LISBOA: [ARCHIVO DE DOCUMENTOS HISTÓRICOS], 1935. DE 21X16 CM. COM 46 PÁGS. B.

Documento com interesse histórico, é esta copia integral do “processo” existente na Torre do Tombo, que elucida alguns aspetos da célebre e trágica morte da Duquesa D. Leonor, filha do quarto Duque de Medina Sidónia e primeira mulher de D. Jaime, IV duque de Bragança. Na madrugada de 2 de Novembro de 1512, Dia de Finados, pelas duas horas da manhã, no Paço do Reguengo, em Vila Viçosa, D Jaime, quarto duque de Bragança, primeira figura da nobreza do reino, matou às punhaladas a primeira mulher, a duquesa D Leonor de Mendonça e mandou executar um criado de sua casa, o moço fidalgo, António Alcoforado devido a uma suspeita de infidelidade conjugal. Na sequência deste crime teve início o Inquiriçam da morte da duquesa que foy de Bragança. Como sugere o termo devassa, trata-se de um processo judicial que engloba a reunião de depoimentos e outras provas relativas investigação de crime. O manuscrito, encontra-se no Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo e faz parte da Leitura Nova. Edição estimada e muito invulgar


Apenas 1 Unidades disponíveis

Também pode estar interessado em