Representações Literárias Coloniais de Angola, dos Angolanos e das Suas Culturas (1924-1939)

10,00€

Representações Literárias Coloniais de Angola, dos Angolanos e das Suas Culturas (1924-1939)

10,00€
1

PINTO, Alberto Oliveira (2013) Representações Literárias Coloniais de Angola, dos Angolanos e das Suas Culturas (1924-1939). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. De 24x16 cm. Com 689 págs. B.

O texto é no essencial a Tese de Doutoramento em História de África apresentada à FLUL – 2010.

Um dos méritos do estudo de Alberto Oliveira Pinto, resulta das perspetiva inovadora do autor no reconhecimento da pertinência historiográfica da literatura colonial portuguesa “como fonte para o estudo da História de Angola”, já que “a literatura, à semelhança de outras (…) formas de expressão artística, sendo um registo da organização da memoria, constitui uma fonte incontornável de investigação”.

Estudam-se como fontes primárias, obras literárias publicadas antes do deflagrar da II Guerra Mundial. (…) A selecção de tais obras só pode ser pertinente, do ponto de vista da evolução da política colonial portuguesa, se tiver em conta a publicação, em 1930, do Acto Colonial. Três obras selecionadas, de Hipólito Raposo, de Emílio San Bruno e de Henrique Galvão, são anteriores ao Acto Colonial sendo as outras quatro, de Guilherme d’Ayala Monteiro, de Henrique Galvão (duas) e de Luís de Figueira posteriores a esse marcador cronológico, que é sobretudo político.

Apenas 1 Unidades disponíveis

Também pode estar interessado em